Cinema ::: Orgulho, Preconceito e Zumbis

28 fevereiro 2016


Hoje (digito esse post dia 27/02)  eu fui ao cinema assistir Orgulho, Preconceito e Zumbis, ver o que eles tinham feito com meu livro favorito. Eu já sabia sobre o livro de Orgulho, Preconceito e Zumbis mas nunca me interessei de verdade para ler, na verdade eu estava na fila do cinema temendo ser perda de dinheiro mas para minha surpresa eu adorei o filme o que me fez repensar sobre ler o livro.
A unica coisa ruim foi que eu escolhi ver dublado - por causa do horário e tal já que não sou de SSA - e a dublagem do meu pobre Sr. Darcy ficou horrível, uma dublagem rouca extremamente forçada - e olha que adoro vozes roucas - que me desconcentrava em vários momentos. 


Eu uma vez em um desses site de fãs de Jane Austen eu li uma frase que dizia "É uma verdade universalmente aceita que um clássico nunca morre. Nunca. Porém, ao longo do tempo, ele pode inspirar novas interpretações."
É tão incrível ver como Orgulho e Preconceito nunca é esquecido no decorrer dos anos, ele sempre renasce e da uma chance para quem ainda não conhece esse clássico passar a conhecer.

Nessa nova adaptação desse clássico, a Inglaterra está sendo contaminada com uma praga de Zumbis, apesar dos muros que cercam o país, a ameça continua a crescer a até mesmo o pacato condado de Derbyshire não escapou dessa. Em uma luta pela sobrevivência se tornou comum o aprendizado das artes marciais, e as irmãs Bennets desde pequenas foram treinadas para matar esses mortos vivos que assolam o país. 
A história já começa bem diferente do que conhecemos, com o Sr. Darcy, ou melhor, Coronel Darcy, sendo um caçador de Zumbis e as irmãs Bennets mestres nas artes marciais, mas uma coisa nunca muda, o fato da Sra. Bennet querer casar as filhas, e quando a propriedade de Netherfield é alugada pelo Sr. Bingley ela fica eufórica com a possibilidade de casar uma das filhas com homem rico. 
O Sr. Bingley trás consigo suas irmãs, Caroline e Louisa e seu melhor amigo, Coronel Darcy.  Bingley se apaixona quase que imediatamente por Jane Bennet e tenta encorajar seu amigo, Coronel Darcy a tentar uma aproximação de Elizabeth Bennet que ele considera igualmente bela, mas  Darcy recusa afirmando que Bingley está dançando com a unica garota bela do baile e que Elizabeth era apenas tolerável "Qualquer selvagem pode dançar, até mesmo zumbis". 

Tudo está acontecendo muito parecido com o original, certo? Errado! Pois o baile é atacado por zumbis e se segue uma das minhas cenas mais aguardada do filme, onde as irmãs Bennet lutam contra os zumbis. 


Por conhecer muito bem a história, o filme estava sendo bastante previsível para mim, mesmo as cenas onde os zumbis apareceriam,  mas isso foi até Wickham dar as caras, quando ele apareceu até mesmo no baile dado pelo Sr. Bingley eu pensei "oh oh, tem algo ai, você não deveria estar ai" e acabou que Wickham se revelou um verdadeiro vilão. Eu estava esperando mais era mesmo da Lady Catherine de Bourgh, esperava que a própria filha dela se revelasse uma zumbi, mas isso não aconteceu. 

As heroínas de Jane Austen já são mulheres fortes, autoconfiantes, é de conhecimento geral que mais do que romance os livros de Jane Austen foram revolucionários para a época em que ela viveu, em seus livros ela faz criticas a sociedade inglesa, foram além do seu tempo, e de todas suas heroínas, Elizabeth Bennet foi a mais marcante delas, e ver agora essa heroína em atos ainda mais heroicos foi uma das melhores experiencias ao ver o filme.

O filme  foi muito além das minhas expectativas,  e no momento em que a frase "É uma verdade universalmente conhecida que um zumbi, uma vez na posse de um cérebro, necessita de mais cérebros." foi dita eu soube que a minha paranoia na fila do cinema pensando que o filme poderia não ser bom não tinha fundamentos, o humor o filme é excelente assim como as cenas de luta - E por falar em luta, Elizabeth e Coronel Darcy tem uma a das melhores cenas de luta do filme na minha humilde opinião u.u - foi bastante interessante ver como os zumbis não passavam apenas de seres vivos mortos correndo atrás de cérebro humano, eles pensavam, se organizavam, tramavam armadilhas. E é claro, não posso deixar de falar do romance, que funcionou muito bem, como sempre...  Lily James e Sam Riley desempenharam muito bem os seus papeis e eles ficaram perfeitos juntos.

Ahh! E  se você decidir ir no cinema ver o filme, espera os créditos!! Eu já estava no final da escada quando a cena pós créditos começou e eu parei assim como todos atrás de mim, e ficamos na expectativa de uma sequencia. 



4 comentários:

  1. Confesso que eu nem sabia que esse filme estava em cartaz, mas já to aqui querendo ir pro cinema assistir. Que massa!! Estou curiosa para ver essa nova adaptação do clássico!
    bjs


    blogtrashrock.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi
    eu ainda não li o livro orgulho e preconceito, mas com certeza quero assistir esse filme, pois parece ser bem legal além de ter cena de ação, que bom que gostou de assistir o filme e seu poste me motivou.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. To loca pra ver esse filme !! acho que vai ser legal, adoro filmes onde a mulher é totalmente independe sabe? e não sabia que tinha livro uai ! vou atrás :v

    Beijão <3
    Blog: www.seteprimaveras.com

    ResponderExcluir
  4. Nossa, a sua opinião sobre o filme me surpreendeu bastante. Quando vi o filme em cartaz logo pensei o mesmo que você, o que fizeram com o meu Darcy.
    É um alívio saber que o essa nova versão foi bem aceita pelo público, até me deixou curiosa.
    Amei a postagem. Bjinhos

    www.umageekdescolada.com.br

    ResponderExcluir

© Janela de Memórias - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Caroline Morais.
Tecnologia do Blogger.