Livro :: Um Ano Inesquecível

22 setembro 2015


Faz algumas semanas que eu terminei o livro mas finalmente pude falar a respeito dele aqui no blog. Como eu já tinha feito a postagem sobre o evento decidi fazer um intervalo para poder voltar a falar do livro para que o assunto não ficasse repetitivo. 
Para quem não sabe, a editora Gutenberg reuniu as mais queridas autoras brasileiras do publico jovem e criou esse livro maravilhoso que é divido em quatro contos (cada um de uma respectiva autora) e cada um se passa em uma estação do ano. 

Dizem por aí que os melhores momentos da vida são vividos na juventude: Os primeiros amores, os encontros, as festas, as viagens, as surpresas... E são sempre os instantes inesperados que transformam um dia comum em uma lembrança especial, daquelas que nunca nos deixam.
Nesse livro inesquecível, você irá acompanhar uma viagem de inverno, um outono decisivo, um paixão que nasce junto com a primavera e um intenso amor de verão. 

O primeiro conto é do da Paula Pimenta, que se passa no inverno e o conto dela se chama "Enquanto a Neve Cair". 
Como eu já cansei de dizer, estou imersa desse mundo Paula Pimenta e não consigo nem quero sair, gosto muito da forma que ela escreve então com isso vocês já devem imaginar como foi esse conto para mim.  


Enquanto a Neve Cair
 Mabel é uma garota de 14 anos que está completamente desolada porque ao inves de passar as férias com seus amigos em um sitio  ela está indo para o Chile com a família, (oh tragedia!) mas não é apenas isso, o garoto que ela gosta está nesse tal sitio e por ele ter acabado de sair de um relacionamento ela acha que ele pode se sentir carente e ficar com alguma menina por lá. 
Acho que todo mundo que já passou dos 14 anos sabe muito bem como essa fase é a fase do "fim do mundo" e tudo parece estar indo contra você e é assim como Mabel se sente, ela fica bastante chateada com os pais e odeia cada minuto da viagem. 
Como se não bastasse isso, ainda tem um grupo de garotos que parecem dispostos a implicar com ela (dentre eles um ruivo bem gatinho, mas o que isso interessa? Ela odeia aquele lugar), com direito a bola de neve na cara e tudo mais e depois de dizer umas e boas para esses tais garotos ela ainda acaba ficando de castigo. 
Os pais da Mabel realmente tentam fazer com que ela se divirta na viagem, mas a cabeça dela está muito longe dali e tudo o que ela quer é saber noticias de como estão as coisas no acampamento e escondido dos seus pais (que a tinha proibido de usar o celular) tenta se comunicar com as amigas e é assim que ela descobre que o cara de quem ela gosta parece não dar a minima para ela - apesar de todas as falsas esperanças que ele deu a ela - mas ela também descobre que as coisas poderiam ser bem piores e uma experiencia faz com que ela amadureça bastante, além disso, ela também percebe que o amor pode acontecer quando a gente menos espera.
-
Eu gosto mundo de histórias onde podemos acompanhar o crescimento dos personagens e esse é um deles, Mabel que no inicio do livro era uma adolescente bem chatinha muda completamente e aprende com seus erros.
--------------------------------------------------------------

O segundo conto é o da Babi Dewet, chamado o Som dos Sentimentos e eu devo dizer que esse foi o meu favorito. Cheio de encontros e desencontros além de uma playlist incrível que eu vou deixar aqui no post e que me fez ter vontade de correr até uma livraria e ir comprar todos os livros dela (quem quiser me dar presente, já aceito a trilogia Sábado A Noite).


O Som dos Sentimentos
Ana Julia está longe de ser uma garota normal, porque apesar de sempre estar com seus fones de ouvido ela simplesmente odeia música (Ana ouve apenas podcast).  
Do outro lado tem o João Paulo que é apaixonado por música e que acredita que o mundo é feito de sons. Ele é aluno de um Conservatório Musical decide tocar na Avenida Paulista como uma especie de ritual de passagem e é assim que o destinos deles se cruzam porque Ana Julia naquele mesmo dia começa um estagio em advocacia. 
Para João Paulo foi amor a primeira vista e ele tenta fazer de tudo para chamar a atenção da Ana e até consegue, mas como sempre ela estava super atrasada eles nunca tocaram uma palava se quer, apenas olhares. Mas uma dia João Paulo finalmente consegue perguntar seu nome e ao descobrir que era Ana Julia decide tocar uma certa música do Los Hermanos, mas o problema é que como eu citei antes, Ana Julia odeia música, mas essa ela tem um ódio inda mais especial, afinal sempre que ela diz seu nome todo mundo canta essa música para ela. 
João tenta fazer com que ela veja que não é uma música ruim, mas ela não parece disposta a entender isso. 
O livro se segue com esses encontros curtos porém sempre significativo e cada vez que Ana Julia conhece mais o João Paulo menos ela odeia música e aos poucos ela percebe que existe um outro mundo além daquele que ela conhece.
-
Apesar do final incerto - sabe queles livos que termina parecendo que ainda vai ter uma continuação? Então... - foi o meu conto favorito, gostei da sintonia que os protagonistas tinham, como em alguns momentos eles pensavam a mesma coisa estando distantes e eu realmente espero uma continuação desse conto, não pode terminar assim.
Tirei tanta frase linda desse conto <3 Se o post já não estivesse muito grande fazia questão de publicar aqui.
--------------------------------------------------------------

O terceiro conto é o da querida Bruna Vieira chamado "A Matemática das Flores" e agora eu também quero os livros da Bruna, porque eu acompanhava ela sim mas apenas como blogueira, não li nenhum dos livros que ela chegou a publicar.


A Matemática das Flores
Jasmine está no seu terceiro ano do ensino médio e como se já não bastasse toda aquela pressão pré- vestibular ela ainda está indo super mal em matemática. Precisado de nove, NOVE, pontos para poder passar na matéria ela usa todo o tempo que tem para estudar mas mesmo assim não consegue progredir muito. 
Sua mãe, juntamente com a diretora e seu tão odiado professor de Matemática decidem colocar ela em aulas de reforço, todos dos dias até a data da prova final ela terá que ir ao colégio pelo turno da noite para estudar. 
Pensado que as aulas seriam super chatas ela vai quase que arrastada para o colégio, mas logo na primeira aula ela fica sabendo que o professor dela não vai poder dar aulas de reforço porque precisa assumir uma outra turma e com isso Jasmine passa a ter aulas com o Davi, que faz faculdade lá no colégio - porque no turno da noite as salas são ocupadas por alunos da faculdade.  
As aulas então começam a não ficar tão chatas assim, até porque o novo "professor" é gatinho e além disso ele realmente consegue fazer com que ela aprenda a matéria.
Eles começam a se gostar, mas logo depois do primeiro encontro as coisas acabam indo por um caminho completamente inesperado e Jasmine percebe que nem tudo são flores. 
-
Gostei muito da personagem desse conto porque ela não é daquelas "coitadinhas"... Bem, acho que nenhuma personagem desse livro é, mas a Jasmine se destaca mais porque ela é cheia de atitude, ela é o tipo de pessoa que eu gostaria de ser  - se não fosse por essa timidez.
--------------------------------------------------------------

E por fim o ultimo conto, escrito por Thalita Rebouças e eu devo confessar que era o que eu menos estava animada para ler porque não só tem carnaval - coisa que eu abomino - como também tem funkeiras e eu nunca me interessei pelos livros da Thalita. Eu lembro que quando mais nova muitas das minhas amigas liam os livros dela, mas eu nunca tive vontade de ler e acho que se não fosse por esse projeto da Gutenberg eu nunca teria lido, mas eu acabei me surpreendendo muito, o livro é super divertido e alto astral assim como a Thalita.


Amor de Carnaval 
A Flávia, ou melhor dizendo a Inha, tem como amigas duas garotas um tanto sem noção da realidade, uma delas é a Kaka, que depois que seu namorado a trocou por um cavalo (isso mesmo, um cavalo) ela colocou na cabeça que seu proximo namorado será um príncipe - não em atitude, um príncipe de verdade - e  outra é a Tati, que tem um blog de moda - apesar dos seus gostos para moda não serem um dos melhores - e que sonha em ser uma celebridade. 
Inha também foi trocada por seu namorado - agora ex - ( apesar de não ser tão tragico como o da Kaka)  o que fez com que ela não se animasse muito com o carnaval.
As coisas começam a acontecer quando as meninas vão para Búzios passar o réveillon e o irmão mais velho da Tati, que é reserva de um time de futebol, fica com uma Funkeira e se torna uma especie de celebridade, aproveitando os 15 minutos de fama do irmão ela decide pegar a ponga e ter os seus 15 minutos também, começa a se chamar de cuinhadinha da funkeira e por incrível de pareça ela realmente consegue os seus 15 minutos, suas fotos no instagram começam a ter varias curtidas e comentários sem falar nos seguidores.
Para seu 15 minutos durar um pouquinho mais Tati então a todo custo tenta se aproximar mais da sua cunhadinha, fazendo com que o irmão descole entradas para elas e suas amigas no camarote na sapucaí.
Inha como eu disse antes não está muito animada com o carnaval, principalmente porque o ex continua exibindo o quanto está feliz nas redes sócias mas então depois de um acidente que envolve refrigerante e cubos de gelo ela conheceu o Guima, um garoto que assim como ela não é muito fã de carnaval, que gosta das mesmas músicas que ela e que é dono de um par de olhos verdes kiwi. E apesar de saber que nada significativo pode acontecer no carnaval ela realmente gosta da companhia dele. O problema é que o Guima também é uma especia de subcelebridades por namorar uma super modelo e do nada o rosto da Inha é estampado em vários sites e revistas como a ficante do Humberto Guimarães (Guima) e como o motivo do termino do casal.
Inha não só tem que lidar com tanta gente querendo saber sobre sua vida, como também com seus próprios sentimentos. 
--------------------------------------------------------------

Como eu disse, eu me surpreendi bastante com o conto, as amigas da Inha me fez lembrar as minhas amigas e a própria Inha me fez lembrar de mim mesma. A narrativa é em terceira pessoa, mas o diferencial é que você sente como se a Thalita estivesse realmente conversando com você, ela não apenas narra os acontecimentos. Dos quatros contos esse foi o que me tirou boas risadas e o que mais se aproxima da realidade Brasil, como pessoas com nomes com dois L e Y, além de amigas que gostam de pagode duvidoso mesmo sendo ótimas pessoas, isso só me fez entrar em um flash back dos tempos do colégio. 

Eu amei o livro do inicio ao fim, li em apenas quadro dias, um dia para cada conto e espero que essa parceria dessas autoras se repitam! Por favor Gutenberg, faça isso mais uma vez!
Abaixo a playlist do conto da Babi, O Som Dos Sentimentos, espero não ter esquecido de nenhuma.



14 comentários:

  1. Amei sua resenha *-*
    Suas fotos com o livro ficaram muitoooooo lindas <3
    http://diariodelolivlet.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ual amiga que resenha incrível até mesmo eu que não tenho tanto interesse em livros de autores brasileiros fiquei super curiosa, *vergonha por isso já que quero me tornar editora* mas ainda vou ler esse livro e depois falar o que achei sobre ♥ E concordo com a Loli suas fotos com o livro estão lindas *o*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia mesmo Ninaaa!
      Eu também era assim, to me concertando só agora rsrs
      Obrigada *O*

      Excluir
  3. Eu tô louca por esse livro! Adorei sua resenha e as fotos. Ainda bem que você leu Thalita Rebouças, ela é mestre em fazer o leitor rir <3
    Beijos.

    www.imperfeitaas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!!
      Acho que se eu pudesse voltar no tempo leria todos os livros dela como as minhas migas faziam. Mas acho que ainda está em tempo.

      Excluir
  4. Oi Carol!
    Admito que tenho vontade de ler este livro só por causa da Paula hahaha
    Gostei muito da resenha, é a primeira que leio, e me interessou muito, parecem ser contos cativantes. :)
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paula foi meu maior motivo. kkkkk
      Até porque só dela eu havia lido os livros, mas as outras autoras me fez ficar desejando todos os livros delas!

      Excluir
  5. Amei a resenha, só essa capa linda já me deu vontade de ler.
    Beijos
    Infinita Feminice

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Amei o livro e fui procurar resenhas, amei a sua resenha, está ótima, parabéns,continue assim! Virei sua fã garota hahahaha
    Seu Blog é ótimo
    Vou começar a acompanhar a janela de memórias ♥☺♥

    ResponderExcluir
  8. Ah, esqueci de parabenizar sua dedicação pra fazer algo tão completo, com playlist e tudo hahaha ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaaaa *O*
      Fico contente que tenha gostado!! =D
      Volte mais vezes sim <3

      Excluir

© Janela de Memórias - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Caroline Morais.
Tecnologia do Blogger.