Livro :: Cinderela Pop

29 junho 2015


Eu estou de verdade encantada com essa saga de princesas modernas da Paula Pimenta. Li Cinderela Pop em um único dia e agora não sei como vou sobreviver até que o proximo seja lançado, ainda mais por se tratar da Bela. Para quem ainda não conhece, a série de princesas modernas da Paula Pimenta teve inicio com Princesa Adormecida e Cinderela Pop é o seu segundo volume e ainda vem mais três com base em Bela e a Fera, A pequena Sereia e Branca de Neve. O mais legal é que cada livro de da uma introdução do seguinte, foi assim em Princesa Adormecida, onde a história de Cintia (Cinderela Pop) já tinha acontecido e em Cinderela Pop conhecemos um pouco da Belinha (Bela e a Fera), estou muito ansiosa para saber como será o restante. 

Sinopse: Cintia é uma princesa dos dias atuais: antenada, com opiniões próprias, decidida e adora música! Essa princesa pop morava com os pais em um castelo enorme de onde via toda a cidade. Todas as noites ela olhava pela janela, de onde ficava admirando a vista e sonhando...  com um príncipe que ainda não conhecia.
Porém, um dia, o castelo de Cintia desmoronou e com ele tudo a sua volta. Desiludida, ela deixou de acreditar em romances e teve que reconstruir cada parte de sua vida, sem deixar o mínimo espaço para o amor.
Ela só não contava com um detalhe.... Havia mesmo um belo príncipe em sua história. E tudo o que ele mais queria era descongelar o coração da nossa gata (nada) borracheira!


Acredito que eu já cansei de dizer que adoro clichês, e esse é um dos bons. Em Cinderela Pop nos conhecemos Cintia, que vivia sua vida na mais tranquila paz até que um dia descobriu que o mundo não é cor de rosa, que até mesmo das pessoas que ela mais ama podem vir mentiras e traições. 
O castelo de Cintia desmorona quando ela descobre - e da pior maneira que você possa imaginar - que o pai dele vem traindo sua mãe. Depois do acontecido as coisas mudando de uma forma extrema, não só por ter que se habituar a viver sem sua mãe já que ela aceitou um trabalho no exterior ou por viver agora com sua tia, mas as coisas mudam dentro da própria Cintia, desde sua forma de vestir até sua maneira de agir, ela começa a ver o mundo de outra forma e começa a desacreditar no amor.


Cintia já estava se acomodando em sua nova vida quando de repente no colégio é implantada uma proibição de aparelhos celulares, não apenas dentro da sala mas até mesmo nos corredores, mas Cintia precisava usar seu celular pela manhã afinal a mãe dela está trabalhando no Japão e esse é o único momento em que elas podem conversar, e por isso ela se encontra sem escolha, seu pai é o único que pode ajuda-la. 

O pai de Cintia está tentando se reaproximar da filha e vê esse pedido como uma forma de fazer com que isso aconteça, ele promete ajudar porém ela precisa fazer algo em troca, precisa ir até a festa de aniversário das suas irmãs postiças, mas existe um problema, Cintia agora trabalha como DJ e na data do aniversário das suas "irmãs" ela tem que tocar em uma festa. E se você pensa que não dá para piorar, bem, sempre piora... ela descobre que as duas festas são as mesmas.
Mas ela conta com a ajuda da sua "tia madrinha" para bolar um plano onde ela possa trabalhar como DJ sem ser notada. Por sorte a festa é temática, então tudo o que ela precisa é ficar mascarada e tocar até a meia noite, pois a banda assumiria depois disso - banda essa que tinha como vocalista um cantor que ela detestava -, e depois trocar era só trocar de roupa e cumprimentar seu pai para que ele visse que ela cumpriu com a promessa. 


É nessa festa que Cintia vê que o amor ainda pode ser real, enquanto trabalhava como DJ ela conhece um rapaz, que assim como ela estava mascarado e mesmo que eles tenham conversado durante um curto tempo foi o suficiente para notar que os dois tinham química. 
Depois de tirar seu disfarce e retornar para festa, ela descobre que o tal carinha mascarado era o Fredy Peince, o cantor que ela detestava. Ele convida a DJ Cinderela para subir no palco mas se Cinta fizesse isso ela assumiria que ela é a tal garota e estragaria tudo, afinal seu pai não gostaria nada de saber que ela estava trabalhando como DJ. 

Mas o Fredy, ou Frederico, não desiste, e da sua forma tenta encontrar a tal DJ Cinderela quanto tudo o que ele tem é o All Star que acabou ficando para trás. 


Como eu já disse, li esse livro em um dia e estou muito ansiosa pelas sequencia. A narrativa não é cansativa, antes que você perceba o livro chegou ao fim e te deixa com gostinho de quero mais. Ainda tenho como favorito Princesa Adormecida, mas amei quase que igualmente Cinderela Pop, só fiquei chateada por ser ainda mais fininho que o primeiro.
E você? Já leu ou quer ler esse livro? Deixa um comentário falando a respeito.

13 comentários:

  1. Já ouvi falar desse livro, sou doida pra ler! Aliás, ouço sempre a galera falar bem dos livros da Paula Pimenta e ainda não li nenhum!
    Adorei sua resenha!

    bjs
    blogtrashrock.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nunca li nenhum livro da Paula Pimenta, apenas cheguei na metade do Minha Vida Fora de Série e acabei parando por ali, detestei esse livro. Mas quero muito ler Fazendo Meu Filme porque a protagonista é cinéfila, e eu também, então vamos ter muitas coisas em comum. Tem também esse, Princesa Adormecida, que quero ler também. Mas esse Cinderela Pop, a sequência, não parece ser lá essas coisas. Well, não gostei muito.
    Muito boa, a resenha.
    photo-and-coffee.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. eu tenho muita preguiça de ler livros kkk meio estranho para uma blogueira kkkk
    mas esse livro parece ser muito muito legal rsrsr.
    Então Carol só vim mesmo para avisar que já coloquei vc nos meus afiliados ,aah e se não gostar do texto que coloquei lá me avisa e mande outro que queria pelos contatos ok?
    não esqueça de me colocar no seu blogoll ta? kkkkkkkkk
    beijokassssss

    Estilonyu.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Carol!
    Li o conto, no Livro das Princesas, e amei. A escrita da Paula Pimenta é muito cativante! Estou ansiosa para conferir a leitura do livro todo, mais aprofundado. Gostei muito da resenha. :)
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Amei a resenha, a Paula Pimenta é perfeita, amo todos os livros dela. Esse livro está na minha lista, afinal, também amo clichês <3

    Beijos,
    http://o-hyeah.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Aceita afiliação?
    Bjs
    http://reinventandoconceitos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Paula Pimenta e os seus contos, é muito amor <3
    Quero muito ler Princesa Adormecida, mas gostei tanto da sua resenha, que agora deu vontade de ler Cinderela Pop, ahahha vai entender.

    Beijos, http://quebrarosilencio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Eu já li esse livro, é muito fofinho, a história agrada. Amo a escrita da Paula, acho super fofa <3

    converse-high.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Eu sou louca pra ler esse livro, principalmente a princesa adormecida e logo que nunca li nada da Paula, olha só. MAs como também adoro clichês ouzo dizer que esse livro não vai me decepcionar. Esses livros né. Pois eu não sabia que era uma série, e mesmo assim já quero ler todos kkkk

    Inquietudes Secretas

    ResponderExcluir
  10. Já coloquei na lista de afiliados. Volto aqui p ver se fez o mesmo tbm ^^
    Que bom que curtiu a minha foto uehudheud
    A restrição é só curtir o blog mesmo. Bjs
    http://reinventandoconceitos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Já vi algumas resenhas desse livro e estou louca pra ler. Tem um montão de livros que estou querendo ler na verdade, nem sei como vou fazer pra ler tudo, rs.
    Beijos ♥
    Infinita Feminice

    ResponderExcluir

© Janela de Memórias - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Caroline Morais.
Tecnologia do Blogger.