CURIOSIDADES :: A VERDADEIRA HISTÓRIA DA ARIEL

09 maio 2014


 Já faz um bom tempo que eu li "Contos de fadas de Perrault, Grimm, Andersen e Outros" cheguei até a indicar o livro em uma tag literária, se você já leu esse livro deve ter notado que os contos de fadas como nós conhecemos são bem diferentes das versões originais. Mais de todos os contos o que mais me surpreendeu e me emocionou foi o da "A  Pequena Sereia". Na versão original a Ariel sofre tanto e o final dela...  me fez chorar.  Se você inda não leu esse livro meu conselho é que você vá na livraria e compre já, ele tem 11 contos das histórias que achamos conhecer tão bem.
Enfim, para quem não conhece a verdadeira história da Ariel, eu deixo vocês com o resumo da história, é um pouquinho longo mas vale a pena a sua leitura.

********
O conto gira ao torno de uma sereia que vive num reino subaquático com seu pai, o Rei dos Mares; sua avó; e suas cinco irmãs mais velhas, cada uma com um ano de diferença. Quando uma sereia atingir os 15 anos, é-lhe permitido nadar até à superfície. À medida que as irmãs vão crescendo, uma delas visita a superfície cada ano. Quando uma delas regressa e conta sobre as suas aventuras, a curiosidade da Pequena Sereia sobre o mundo e sobre os humanos cresce.

Quando a vez da Pequena Sereia chegou, ela avistou um príncipe num barco enquanto se aventurava na superfície e apaixonou-se. Uma tempestade aparece e a Pequena Sereia salva o príncipe de se afogar. Ela leva-o ainda inconsciente até a costa perto de um templo e espera até que uma jovem do templo o encontrou. O príncipe nunca chegou a ver a Pequena Sereia.


A Pequena Sereia pergunta para sua avó a diferença entre os humanos e o resto dos seres do seu reino. Então ela explica que os humanos têm uma vida muito mais curta, mas quando uma sereia morre, ela transforma-se em espuma do mar e acaba por desaparecer, enquanto os humanos têm uma alma eterna que, mesmo depois de mortos, continuam a viver no céu. A Pequena Sereia, desejosa por uma alma eterna e pelo amor do príncipe, vai ter com a Bruxa do Mar, que lhe oferece uma poção, em troca da sua voz. A Bruxa do Mar avisa-a que, uma vez que ela se torne humana, nunca mais poderá voltar ao oceano e que ao beber a poção ela se irá sentir como se tivesse mil espadas a trespassar-lhe o corpo, mas quando se recuperar iria ter um par de pernas capazes de dançar como nenhum outro humano. No entanto, ela ir-se-á sentir constantemente como se estivesse a andar em facas afiadas, e os seus pés iriam sangrar terrivelmente. Além disso, ela iria apenas conseguir uma alma se encontrar o beijo do verdadeiro amor e se o príncipe também a amasse e casasse com ela. Se tal não acontecer, na primeira madrugada do casamento do príncipe com outra mulher, a Pequena Sereia morrerá com o coração despedaçado e desintegrava-se em espuma.


A Pequena Sereia bebe a poção e encontra-se com o príncipe, que se sente atraído pela sua beleza e graça, mesmo sendo ela muda. Sabendo que o príncipe adora vê-la dançar, ela assim o faz apesar da sua dor agonizante. Quando o pai do príncipe o ordena casar com a filha o Rei vizinho, este diz à Pequena Sereia que não o irá fazer, pois ele está apaixonado pela jovem do templo, acreditando ele que foi ela quem o salvou. Verifica-se mais tarde que a princesa é a jovem do templo, que foi mandada para lá a fim de ser educada. Com isto, o casamento entre os dois é anunciado.

Eles casam-se, deixando a Pequena Sereia de coração partido. Ela fica desesperada, desiste de tudo e acredita que apenas a morte a espera, mas antes da madrugada, as suas irmãs aparecem com uma faca de prata que a Bruxa do Mar lhes deu em troca dos seus longos cabelos. Se a Pequena Sereia esfaquear o príncipe com a faca e deixar o sangue dele cair sob os seus pés, ela iria voltar a ser uma sereia e o seu sofrimento iria acabar.

A Pequena Sereia não tem coragem para matar o príncipe enquanto ele dorme deitado ao lado da sua esposa e, ao chegar a madrugada, ela atira-se para o mar. O seu corpo transforma-se em espuma, mas em vez de desaparecer, ela sente o calor do sol; ela tinha-se tornado num espírito, uma filha do ar. Os outros espíritos contam-lhe que ela se tornou num devido ao seu esforço e dedicação ao tentar ter uma alma eterna.

*********

E ai, o que acharam da verdadeira história da pequena sereia? Já conheciam? Lembrando que esse é apenas um resumo by Wiki, se curtiu mesmo a história você precisa ler o livro. ;D

10 comentários:

  1. Uauuu :o
    Eu tive que ler duas vezes para acreditar no que eu li. Isso é uma historia triste, fofa mas... assustador!
    É, coitadinha da Ariel.
    Sabe, hoje mesmo a minha amiga estava me falando sobre sereias, ela falou que viu um vídeo aonde os americanos tentam comprovar que as próprias existem. Eu ainda não vi esse vídeo mas eu vou procurar. Ela e eu chegamos em um acordo em que existem, mas não são como em filmes e desenhos, em que elas são fofas, com calda de peixe e corpo de mulher, mas uma espécie parecida, porém feias e assustadoras. 'o'
    Sei não, hahaha. - Vou procurar esse livro, me interessei.
    Beijoos,
    pensamentoscomchantilly.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu já tinha ouvido essa história em algum lugar mas não me lembrava muito bem, fiquei com muita pena dela ):

    http://minhas-indecisoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Eu conhecia a historia mais com um final bem diferente... apesar de tudo achei triste :( pois eles deveriam ficar juntos como no filme :/

    http://quaseadolescent3.blogspot.com.br/
    Bjss

    ResponderExcluir
  4. A-D-O-R-E-I! , incrível nem imaginava que é assim apesar de ser bem pouco parecida com a contada.. Muito bom! Beijos <3

    beatriz-officiels.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Não sabia dessa historia :( Bom saber.
    Beijos
    http://queencami.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu já tinha lido a historia.. mas em relação a que eu li e essa, tem umas coisinha diferentes.. que triste, é muito triste. :(

    visita?
    http://spacefashionista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Trágico, porém belo. Adorei <3

    garotadechapeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Eu conheci já essa historia e trágica, mas gostei do post.
    Beijos
    http://meus-dezesseis-anos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Nossa que historia linda ainda quero ler adorei o blog, depois da uma passadinha lá pelo meu cantinho.

    http://cherry--berry.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Ai que linnnda!!!
    Conhecendo o blog AGORA e já estou gostando muito!!!
    Muito sucesso lindona!!
    To seguindo as redes ;*
    Beijão :*

    http://isabellalessa.com/

    ResponderExcluir

© Janela de Memórias - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Caroline Morais.
Tecnologia do Blogger.